2018

Resumo: A Moeda e a Lei: Uma história monetária brasileira, 1933–2013, é o mais novo livro dee Gustavo Franco. Trata-se de uma escrita do passado econômico brasileiro após a implementação da moeda fiduciária no país, que viveu a gênese tardia do Banco Central e passou por oito padrões financeiros.

Palavras-chave: História Econômica. Moeda. Economia Brasileira. Inflação.

Percursos Monetários Brasileiros — Resenha de Marcos Manoel Silva Severiano (URCA) sobre o livro “A Moeda e a Lei: Uma história monetária brasileira, 1933–2013”, de Gustavo Franco Read More »

Resumo: Histórias e Culturas Indígenas na Educação Básica e Aproximando Universidade e Escola: ensino de histórias e culturas indígenas foram lançadas em 2018 e 2021, respectivamente. Ambas tratam da Lei 11.645/ 2008. A primeira obra foi escrita por Giovani da Silva e Anna Maria da Costa para auxiliar no processo de formação continuada de professores da Educação Básica. A segunda relata atividades promovidas em sala de aula acerca das comunidades indígenas, com o objetivo de combater a desinformação e do preconceito.

Palavras-chave: História Indígena, Culturas Indígenas, Educação Básica.

Ensino de História Indígena – Resenha de Ana Karina Alecrim Moitinho (Embasa/Uneb) sobre “Histórias e Culturas Indígenas na Educação Básica”, de Giovani J. da Silva e Anna Maria R. F. M. da Costa, e de “Aproximando Universidade e Escola: ensino de histórias e culturas indígenas”, de Éder S. Novak e Luís C. C. Mendes Read More »

Resenhado por Lucas Miranda Pinheiro (UFS) | https://orcid.org/0000-0002-4821-0168. No dia 8 de outubro de 2018, entre o primeiro e o segundo turnos da eleição presidencial brasileira, a editora Boitempo liberou gratuitamente o e-book O ódio como política: A reinvenção das direitas no Brasil, organizado pela socióloga Esther Solano Gallego, com o objetivo e “ajudar a

Um elemento ausente – Resenha de “O ódio como política: A reinvenção das direitas no Brasil”, organizado por Esther Solano Gallego Read More »

Resenhado por Itamar Freitas (UFS) | ID Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0605-7214. English version available Ensino de História: fundamentos e métodos, escrito por Circe Bittencourt, é um livro que trata da atividade docente no Ensino Fundamental sob os pontos de vista histórico, epistemológico e metodológico (História e Pedagogia). Sua quinta edição foi lançada em 2018 e conserva o mesmo

Descolonizando a bibliografia – Resenha de “Ensino de História: fundamentos e métodos”, de Circe Maria Fernandes Bittencourt Read More »

Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 30 dez 2021 Após a publicação, em 1987, do livro Estudios de historia de las ideas. Vol. 1, Locke, Hume e Canguilhem, escrito em coautoria com Ángel Manuel Lorenzo e José, L. Tasset, Georges Canguilhem (1904 – 1995) enviou a seguinte mensagem ao historiador espanhol Francisco Vázquez García:

Sobre concepções e empregos da História e da Filosofia das Ciências – resenha de “Cómo hacer cosas con Foucault. Instrucciones de uso” e “Canguilhem. Vitalismo y Ciencias Humanas”, de Francisco Vázquez García Read More »

Resenhado por Itamar Freitas (UFS) | ID Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0605-7214. Circe Bittencourt | Imagem: BM Comunicação   Reviewed by Itamar Freitas and Margarida Maria Dias de Oliveira Ensino de História: fundamentos e métodos (History Teaching: foundations and methods), written by Circe Bittencourt, is a book that deals with the teaching activity in basic education from the historical,

History Teaching: foundations and methods | Circe Maria Fernandes Bittencourt Read More »

Resultado de dissertação de mestrado defendida em 2013 por Luiza Saad, no programa de pós-graduação em História Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o livro “Fumo de Negro”: a criminalização da maconha no pós-abolição, publicado em 2019, investigou como se estabeleceu o discurso de criminalização da maconha que fundamentou a primeira lei de proibição

À margem da lei – Resenha de “’Fumo de Negro’: a criminalização da maconha no pós-abolição”, de Luísa Saad Read More »

Resenhado por Itamar Freitas (UFS) | ID Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0605-7214. Em Public History and Scholl Marko Demantowsky discute a relação entre o campo acadêmico (História Pública) e a instituição socializadora (Escola) a partir de uma premissa conhecida de todos nós: a escola pública foi criada no século XVIII para servir à construção da identidade nacional, e as

Definindo História Pública – resenha de “Public History and School: International Perspectives”, de Marko Demantowsky Read More »

A publicação Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920), do professor Francisco Carlos Teixeira da Silva (UFRJ) é uma notícia alvissareira para os estudiosos da historiografia sergipana. Chico Carlos, como é carinhosamente conhecido, produziu o texto como dissertação de mestrado, há mais de quatro décadas, sob orientação de Maria Yedda Linhares. Hoje,

A emergência da História Agrária – Resenha de Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920) | Francisco Carlos Teixeira da Silva Read More »

Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 02 set. 2021 “O tempo”. Desnecessário afirmar a centralidade do tema entre os historiadores. Na última década, a literatura historiográfica nacional empregou o vocábulo em títulos e subtítulos das mais diferentes formas. Por aqui, o problema da multiplicidade temporal tem sido amplamente discutido entre os historiadores, por exemplo,

Temporalidades em questão – Resenha de “Heterocronias: Estudos sobre a multiplicidade dos tempos históricos”, de Marlon Salomon Read More »