Editora da UFBA

Resumo: “Daqui em não saio, daqui ninguém me tira”, de Keisha-Khan Y. Perry, lançado em 2022 pela EDUFBA, é uma etnografia sobre a política das mulheres negras no Brasil. A obra visa discutir o racismo sexista e na diáspora, destacando a luta dessas mulheres pelo direito à terra. Criticada positivamente, revela a interseção de raça, gênero e urbanismo no contexto brasileiro.

Palavras-chave: Mulheres Negras, Movimentos Sociais, Racismo, Direito à Terra.

Racismo sexista e resistência antirracista — Resenha de Sheila Briano de Oliveira (SECBA//Uneb) sobre o livro “Daqui em não saio, daqui ninguém me tira: a luta das mulheres negras pelo direito à terra no Brasil”, de Keisha-Khan Y. Perry Read More »

Resumo: Negras(Os) da Guiné e de Angola: nações africanas, vivências e sociabilidades em Sergipe (1720–1835), escrito por Joceneide Cunha dos Santos, investiga identidades de homens e mulheres africanos, residentes em Sergipe, nos séculos XVII e XIX. A autora defende a tese de que os processos de identarização dessas pessoas dependia, entre outros fatores, dos ritos de casamento, batizado, vivência em irmandades e sepultamento.

Palavras-chave: Negros, Negras, Africanos, Identidades.

Identidades — Resenha de Itamar Freitas (UFS), sobre o livro “Negras(Os) da Guiné e de Angola: nações africanas, vivências e sociabilidades em Sergipe (1720–1835)”, de Joceneide Cunha dos Santos Read More »

Resumo: A cuia e a bengala: histórias, memórias e trajetórias de pessoas cegas em Salvador, em busca de inserção econômica e autodeterminação social (1963-1993), de José Jorge Andrade Damasceno problematiza o preconceito e explora o empoderamento das pessoas cegas na sociedade contemporânea.

Palavras – chave: Pessoas cegas, Preconceito, Deficiência visual.

Deficiência visual em questão – Resenha de Luiz Fernando de Carvalho Reis (FAI) sobre o livro “A cuia e a bengala: histórias, memórias e trajetórias de pessoas cegas em Salvador, em busca de inserção econômica e autodeterminação social (1963-1993)”, de José Jorge Andrade Damasceno Read More »

Resumo: O livro aborda diversas questões históricas e socioculturais regionais, tanto no Brasil como na Argentina. Entre os temas abordados, estão: a construção de ferrovias e seus impactos nas economias e sociedades locais; a dominação senhorial no sertão baiano; a sociabilidade e consumo cultural em Rosário, a autoridade criolla em cartas de viagem em Santa Fé; a vida nas comunidades ferroviárias de San Cristóbal e Laguna Paiva; e a relação entre a questão regional e as organizações armadas na Argentina nas décadas de 1960 e 1970.

Palavras-chave: História Regional, História Local, Histórias do Brasil e da Argentina.

História Regional sem fronteiras – Resenha de Verlaneyde Maniçoba de Sá Koch (PPGEAFIN/Uneb) sobre o livro “Brasil e Argentina na pesquisa regional/local contemporânea: escalas, periodizações e problemas”, organizado por Moiseis Sampaio e Sandra Fernándezba de Sá Koch Read More »

A obra Museus virtuais e Jogos digitais – Novas linguagens para o estudo da História, de Lynn Alves, Helyon Viana Telles e Alfredo Matta, é um livro sobre recursos digitais para o ensino de História na educação básica com foco na temática da gamificação e dos museus virtuais. O livro é divido em duas partes.

Tecnologias digitais no ensino de História – Resenha de “Museus virtuais e jogos digitais: novas linguagens para o estudo da história”, de Lynn Rosalina Gama Alves, Alfredo Matta e Helyon Telles Read More »

Resultado de dissertação de mestrado defendida em 2013 por Luiza Saad, no programa de pós-graduação em História Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o livro “Fumo de Negro”: a criminalização da maconha no pós-abolição, publicado em 2019, investigou como se estabeleceu o discurso de criminalização da maconha que fundamentou a primeira lei de proibição

À margem da lei – Resenha de “’Fumo de Negro’: a criminalização da maconha no pós-abolição”, de Luísa Saad Read More »