Arquivos

TODOS OS SUMÁRIOS

TODAS AS RESENHAS

A historicidade das ciências – Resenha de “Historiografia da Ciência na América do Sul: recepção, reflexão e produção (Argentina, Brasil e Uruguai)”, dossiê organizado por Mauro Condé


Resenhado por  Itamar Freitas (UFS)| 02 maio 2022. No Brasil, circulam, aproximadamente, 190 revistas autodesignadas (em seu foco e escopo) “de História” (Resenha Crítica, 2021). Um quinto desses periódicos explora questões e objetos escanteados pelos historiadores por formação inicial (graduados em História), como Direito, Educação, Ensino, Enfermagem, Esporte, Matemática e Medicina. Não é tanto por má vontade ou pré-conceito, como eu julgava há uma década, e sim pelo fato de…

O que pode a Epistemologia Histórica? Resenha de “L’épistémologie historique: Histoire et méthodes”, organizado por Jean-François Braunstein, Iván Moya Diez e Matteo Vagelli


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UnB) | 01 maio 2022. L’épistémologie historique. Histoire et méthodes (Paris: Éditions de la Sorbonne, 2019), organizado por Jean-François Braunstein e seus ex-alunos Iván Moya Diez e Matteo Vagelli, reúne algumas das comunicações apresentadas nas edições de 2015 e 2016 das Journées d’épistémologie historique. Mais ou menos no mesmo período, meu colega Marcos Camolezi e eu fizemos e publicamos, no segundo número da revista Intelligere,…

O sentido das narrativas – Resenha de “Conceitos elementares da Guerra Fria nos livros didáticos”, de Leonardo de Carvalho Augusto


Resenhado por Jandson Bernardo Soares (UFRN) | 30 abril 2022. Intitulada Conceitos elementares da Guerra Fria nos livros didáticos, a obra é resultado de um curso de especialização em Saberes e Práticas na Educação Básica, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CESBEP/UFRJ), em 2018, na qual são condensados questionamentos que emergiram das experiências de Leonardo de Carvalho Augusto, a partir de seu trabalho na educação básica como professor de…

O digital no ensino – Resenha de “Ensino de História e Historiografia escolar digital”, de Marcella Albaine Farias da Costa


Resenhado por Viviane Andrade Passos (SEMED-NSG/UFS), Johnny Gomes (SEED-AL/UFS), Elemi Santos (SEED-BA/UFS), Douglas Silva (SEED-SE/UFS) | 29 abril 2022. Ensino de História e Historiografia escolar digital, de Marcella Albaine Farias da Costa, como explicitado no título, discute a relação entre os fenômenos da Historiografia escolar digital e a prática do Ensino de História em escolas da educação básica. Construído em quatro capítulos (além da introdução e da conclusão), o livro…

O método resolve tudo? – Resenha de “Elementos de Didática da História”, de Alfredo Braga Furtado


Resenhado por Anita Lucchesi (UL/RBHP) | 28 abril 2022. Elementos de Didática da História, como o próprio título sugere, foi escrito por Alfredo Braga Furtado para subsidiar o trabalho docente dos estudantes de bacharelado e licenciatura em História e auxiliar na formação continuada dos profissionais da área. (p.47). Faz parte de uma extensa coleção do próprio Furtado, que abrange manuais do mesmo gênero (e com igual título) para diversas áreas,…

A história cultural de grandes pensadores – Resenha de “O Polímata: Uma história cultural – De Leonardo da Vinci a Susan Sontag”, de Peter Burke


Resenhado por José Douglas Alves dos Santos (NICA/UFSC) | 27 abril 2022. O polímata: uma história cultural de Leonardo da Vinci a Susan Sontag foi publicado, simultaneamente, no ano de 2020, em língua inglesa pela Yale University Press e em língua portuguesa pela Editora Unesp. Mais recente livro do historiador inglês Peter Burke – professor da Universidade de Cambridge e considerado um dos intelectuais mais conceituados a respeito da Idade…

Título dissimulado – Resenha de “Uma brevíssima história da UFS”, de Itamar Freitas


Resenhado por Anita Lucchesi (UL/RBHP) | 26 abril 2022. Como afirmo acima, o título é dissimulado, mas não enganador. Uma brevíssima história da UFS não faz o percurso clássico da fundação da Universidade Federal de Sergipe, nos idos de 1968, aos dias atuais, empregando narrativa curta ou suporte de poucas folhas. O breve tem a ver com o recorte temporal. É uma história de dois dias de experiência da instituição. Os dias…

História, Memória e Fotografia – Resenha de “Lentes, memórias e histórias: os fotógrafos Lambe-Lambes em Aracaju (1950-1990)”, de Cândida Oliveira


Resenhado por Antônio Fernando de Araújo Sá (UFS) | 25 abril 2022. Lentes, memórias e histórias: os fotógrafos Lambe-Lambes em Aracaju (1950-1990) é o livro de Cândida Oliveira, jornalista e mestre em História, lançado no final do ano passado. O livro é produto de dissertação defendida no Programa de Pós-Graduação em História, da Universidade Federal de Sergipe, em 2020, sob a orientação do professor Claudefranklin Monteiro Santos, e sob o…

Para um ensino cidadão – Resenha de “Guia de fósseis da Bacia do Araripe”, de Antônio Álamo F. Saraiva, Flaviana J. de Lima, Olga A. Barros e Renan A. M. Bantin


Resenhado por Jane Semeão (URCA) e Itamar Freitas (UFS)| 02 março 2022 Antônio Álamo Feitosa Saraiva | Foto: Acervo pessoal Foi lançado em novembro último o Guia de fósseis da Bacia do Araripe, um trabalho de fôlego que reúne pesquisas publicadas nos últimos 10 anos sobre a matéria, organizado  pelos professores Antônio Álamo Feitosa Saraiva, Olga Alcântara Barros, Renan Alfredo Machado Bantin, atuantes na Universidade Regional do Cariri – URCA, e…

Formação básica para a Paleontologia e o Ensino Médio – Resenha de “Guia de fósseis da Bacia do Araripe”, de Antônio Álamo F. Saraiva, Flaviana Jorge de Lima, Olga A. Barros e Renan A. M. Bantim


Resenhado por Francisco Egberto de Melo (URCA) | 02 março 2022 O livro Guia de fósseis da Bacia do Araripe, organizado por Antônio Álamo Feitosa Saraiva, Flaviana Jorge de Lima, Olga Alcântara Barros e Renan Alfredo Machado Bantim, além de trazer a descrição dos vários tipos de fósseis do Período Cretáceo, como: plantas, fungos, moluscos, crustáceos, pterossauros, dinossauros e lagartos, é uma excelente referência a ser usada por professores da…

Quebrando tabus – Resenha de “Maconha: os diversos aspectos, da história ao uso”, de Luciana Saddi e Maria de Lurdes de Souza Zemel


Resenhado por Jandson Bernardo Soares (UFRN) | 01 março 2022 A obra “Maconha: os diversos aspectos, da história ao uso” (2021) é uma coletânea composta por 14 textos de divulgação científica, organizados por Luciana Saddi e Maria de Lourdes S. Zemel, ambas psicólogas com experiência no estudo da relação entre família e abuso de drogas, dentre elas, o alcoolismo. Diferente de seu predecessor (Fumo Negro: a criminalização da maconha no…

Introdução ao estudo e à prática autobiográfica – Resenhas de “Écrire ses memóires: astuces et conseils pour transformer ses souvenirs en un livre”, de Marie -Gaëlle Le Perff, e “Aspectos teóricos de la autobiografia”, de Edgar Velásquez Rivera


Resenhado por Itamar Freitas (UFS) | 28 fevereiro 2022 Dois manuais recentes sobre a elaboração de autobiografias foram lançados em línguas francesa e espanhola com abordagens e destinatários diferenciados. Não apresentam inovações  na área, mas vale a pena submetê-los à crítica como indicador da bibliografia circulante para o interessado na temática. Eles são: Écrire ses memóires: astuces et conseils pour transformer ses souvenirs en un livre, de Marie-Gaëlle Le Perff,…

Narrativa Histórica e Demandas Sociais – Resenha de “A Cidade em Chamas: O Serviço de Extinção de Incêndios em Natal/RN (1917-1955), de Flademir Gonçalves Dantas


Resenhado por João Maurício Gomes Neto (UNIR) 28 fevereiro 2022 A Cidade em Chamas: O Serviço de Extinção de Incêndios em Natal/RN (1917-1955), doravante A Cidade em Chamas, foi escrita por Flademir Gonçalves Dantas, que possui duas graduações (História e Direito), especialização em Direito Público e mestrado em História, todas estas formações pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Trata-se do primeiro volume de uma trilogia que contará a…

Contexto, conteúdo e diálogos transversais – Resenha do dossiê “Ensino de História, livro didático e formação docente”, organizado por Erinaldo Vicente Cavalcanti e Helenice Aparecida Rocha


Resenhado por Rafael Fiedoruk Quinzani (UFRN) | 27 fevereiro 2022 O dossiê “Ensino de História, livro didático e formação docente” foi lançado pela Revista Escritas do Tempo (n. 2, v. 5, 2020)  sob a organização de Erinaldo Vicente Cavalcanti e Helenice Aparecida Rocha. Aqui, refletimos sobre a contribuição desse conjunto de textos para as análises sobre a contextualização, o conteúdo e os diálogos transversais possíveis do livro didático de História….

Buscando memórias – Resenha de “Entre a Itália e o Brasil Meridional: História Oral e narrativas de imigrantes”, de Antonio de Ruggiero e Leonardo de Oliveira Conedera


Resenhado por Maria Luiza Pérola Dantas Barros (UFRJ) | 26 fevereiro 2022 Entre a Itália e o Brasil Meridional: História Oral e narrativas de imigrantes, organizado por Antonio de Ruggiero e Leonardo de Oliveira Conedera, apresenta estudos de caso de pesquisadores brasileiros sobre a temática da História da Imigração Italiana a partir de fontes orais que, ao possibilitarem uma variação de escalas entre a história individual e a grande história,…

Descolonizando a bibliografia – Resenha de “Ensino de História: fundamentos e métodos”, de Circe Maria Fernandes Bittencourt


English version available Ensino de História: fundamentos e métodos, escrito por Circe Bittencourt, é um livro que trata da atividade docente no Ensino Fundamental sob os pontos de vista histórico, epistemológico e metodológico (História e Pedagogia). Sua quinta edição foi lançada em 2018 e conserva o mesmo objetivo de 2004: subsidiar a formação inicial e continuada dos professores da escolarização básica e dos docentes do ensino superior, formadores dos futuros…

Sobre concepções e empregos da História e da Filosofia das Ciências – resenha de “Cómo hacer cosas con Foucault. Instrucciones de uso” e “Canguilhem. Vitalismo y Ciencias Humanas”, de Francisco Vázquez García


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 30 dez 2021 Após a publicação, em 1987, do livro Estudios de historia de las ideas. Vol. 1, Locke, Hume e Canguilhem, escrito em coautoria com Ángel Manuel Lorenzo e José, L. Tasset, Georges Canguilhem (1904 – 1995) enviou a seguinte mensagem ao historiador espanhol Francisco Vázquez García: “Sua análise dos meus estudos de epistemologia me diz que você me leu com atenção…

Pequeno no formato, grande nas potencialidades – Resenha de “Hoje mando um abraço para ti, pequenina”, de André Cabral Honor


O livro intitulado  Hoje mando um abraço para ti, pequenina, de autoria de André Cabral Honor, foi publicado pela Editora Escaleras, em 2020, tem 155 páginas, possui  dimensões diferenciadas dos livros físicos padrão (12,25 x 19 cm) e foi impresso em papel Pólen Bold 90g/m2. Se incluo essas informações é para dizer que a experiência de manusear este livro é singular. Ele é inteligente e dá prazer em folhear. Ponto…

Por uma Antropologia Histórica – Resenha de “Os caminhos da pesquisa antropológica: Homenagem a Beatriz Góis Dantas”, de Eufrázia Menezes e Sílvia Góis Dantas


Os caminhos da pesquisa antropológica: homenagem a Beatriz Góis Dantas, foi lançado há dois meses, em clima fraternal, em live no Youtube (Link). Presentes ao ato, além de Beatriz Dantas, estavam as organizadoras da obra Sílvia Dantas e Eufrázia Cristina Menezes, respectivamente, filha e ex-aluna da antropóloga e historiadora Beatriz Góis Dantas. A própria homenageada, na ocasião, traçou uma “cartografia afetiva e intelectual” da inserção de vários antropólogos e historiadores…

Tecnologias digitais no ensino de História – Resenha de “Museus virtuais e jogos digitais: novas linguagens para o estudo da história”, de Lynn Rosalina Gama Alves, Alfredo Matta e Helyon Telles


A obra Museus virtuais e Jogos digitais – Novas linguagens para o estudo da História, de Lynn Alves, Helyon Viana Telles e Alfredo Matta, é um livro sobre recursos digitais para o ensino de História na educação básica com foco na temática da gamificação e dos museus virtuais. O livro é divido em duas partes. A primeira tem sete capítulos e maior incidência de tema nos games. A segunda parte…

Alfabetização histórica – Resenha de “Letramento histórico-digital: Ensino de História e Tecnologias Digitais”, de Danilo Alves da Silva


A obra Letramento Histórico-digital: ensino de História e tecnologias digitais, é fruto da dissertação de mestrado de Danilo Alves da Silva, a partir das reflexões junto ao Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Ensino de História, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A publicação pretende conceituar o letramento histórico-digital, no intuito de sistematizar uma coligação entre o Ensino de História e a cultura digital. O livro está…

À margem da lei – Resenha de “’Fumo de Negro’: a criminalização da maconha no pós-abolição”, de Luísa Saad


Resultado de dissertação de mestrado defendida em 2013 por Luiza Saad, no programa de pós-graduação em História Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o livro “Fumo de Negro”: a criminalização da maconha no pós-abolição, publicado em 2019, investigou como se estabeleceu o discurso de criminalização da maconha que fundamentou a primeira lei de proibição dessa planta, em 1932, mas, que passou a inundar o imaginário social e constituir um…

Identidades em questão – Resenha de “Sobre o relativismo pós-moderno e a fantasia fascista da esquerda identitária”, de Antonio Risério


Sobre o relativismo pós-moderno e a fantasia fascista da esquerda identitária não se encaixa nos cânones acadêmicos, mas expressa a existência de uma polêmica direcionada à academia, nos espaços de opiniões homogêneas, onde impera o consenso, no caso, os debates acadêmicos do campo educacional e nas ciências sociais. O autor Antonio Risério (1953-) é um conhecido polemista que, tendo sido militante estudantil, preso pela ditadura, trabalhado na campanha e nos…

Definindo História Pública – resenha de “Public History and School: International Perspectives”, de Marko Demantowsky


Em Public History and Scholl Marko Demantowsky discute a relação entre o campo acadêmico (História Pública) e a instituição socializadora (Escola) a partir de uma premissa conhecida de todos nós: a escola pública foi criada no século XVIII para servir à construção da identidade nacional, e as disciplinas literatura, religião e história são os veículos desse ensinamento, ou seja, são responsáveis pelo cultivo de certa “autocompreensão nacional” (p.vi). Demantowsky é…

A fabricação do projeto acadêmico – Resenha de “Práticas de pesquisa em história”, de Tania Regina de Luca


Tania Regina de Luca, professora do Departamento de História da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita, é conhecida historiadora da imprensa nacional e estrangeira. No livro Práticas de pesquisa em história (2020), parte da sua experiência de pesquisadora é compartilhada, “especialmente”, com “estudantes de graduação”. Trata-se de um clássico livro propedêutico de investigação histórica e de metodologia científica. O texto é estruturado em seis capítulos que exploram o fazer do…

Aprender com jogos – Resenha de “Educação Histórica & videogames”, de Helyom Viana Telles


  Existe uma certeza aplicável à educação atual: a necessidade da inserção do mundo digital na educação básica. Essa assertiva aplicada ao Ensino de História permite a utilização dos meios digitais enquanto ferramentas destinadas ao processo de ensino-aprendizagem e, sobretudo, enquanto evidências históricas de um tempo presente experienciadas pelo corpo discente e, por que não, por parte do corpo docente. Buscando realizar essa conjunção, Helyom Viana Telles apresenta “Educação Histórica…

Práticas de ensino de História – Resenha de “Estágio em História na Quarentena”, de João L. S. Souza, Juliana A. Andrade, Mário E. O. Ramos e Sofia R. C. Vilela


O livro eletrônico intitulado Estágio em História na quarentena foi organizado por João Lucas dos Santos Souza, Juliana Alves de Andrade, Mário Emmanuel de Oliveira Ramos e Sofia Roberta da Costa Vilela, publicado pela Editora Universitária da Universidade Federal Rural de Pernambuco, neste ano de 2021. O texto é fruto das atividades e reflexões da disciplina Estágio Supervisionado para formação de licenciandos na mesma instituição. Conta ainda com a participação…

Histórias do ensino Superior – Resenha de “Da autonomia à resistência democrática: movimento estudantil, ensino superior e a sociedade em Sergipe, 1950-1985”, de José Vieira da Cruz


  Acaba de ser publicada a segunda edição (revista e ampliada) do livro de José Vieira da Cruz, Da Autonomia à Resistência Democrática: Movimento Estudantil, Ensino Superior e a Sociedade em Sergipe (1950-1985). O texto incide sobre o tema da cultura académica, que não está suficientemente estudado e para o qual este livro é um contributo fundamental. É justamente na década de 1950 que tem início o estudo criterioso e…

A emergência da História Agrária – Resenha de Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920) | Francisco Carlos Teixeira da Silva


A publicação Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920), do professor Francisco Carlos Teixeira da Silva (UFRJ) é uma notícia alvissareira para os estudiosos da historiografia sergipana. Chico Carlos, como é carinhosamente conhecido, produziu o texto como dissertação de mestrado, há mais de quatro décadas, sob orientação de Maria Yedda Linhares. Hoje, Chico Carlos é lembrado pelos estudos sobre História Contemporânea e História do Tempo Presente e…

Temporalidades em questão – Resenha de “Heterocronias: Estudos sobre a multiplicidade dos tempos históricos”, de Marlon Salomon


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 02 set. 2021 “O tempo”. Desnecessário afirmar a centralidade do tema entre os historiadores. Na última década, a literatura historiográfica nacional empregou o vocábulo em títulos e subtítulos das mais diferentes formas. Por aqui, o problema da multiplicidade temporal tem sido amplamente discutido entre os historiadores, por exemplo, por meio das experiências do tempo e das emoções históricas. O sentimento de aceleração e…

Ludicidade no Ensino de História – Resenha de “O uso dos jogos de tabuleiro e do e-portfólio do corpo brincante no processo educativo” e “Cadernos didáticos: o uso de jogos no processo educativo”, de Márcia Ambrósio e Eduardo Mognon Ferreira


A obra O uso dos jogos de tabuleiro e do e-portfólio do corpo brincante no processo educativo, escrita por Maria Ambrósio e Eduardo Mognon Ferreira, foi lançada em 2020 acompanhada de um segundo volume nomeado Cadernos didáticos: o uso de jogos no processo educativo, editados ambos pela mesma editora de Curitiba/PR, a CRV. As obras estão disponíveis em formato digital no site https://eportfoliobrincante.netlify.app/ebook. A coautora Márcia Ambrósio é doutora em…

Estudos sobre a colonização – Resenha de “O trato da perpétua tormenta: a conversão Kiriri nos sertões de dentro na América portuguesa”, de Ane Luíse Silva Mecenas Santos


O livro O trato da perpétua tormenta: a conversão Kiriri nos sertões de dentro na América portuguesa foi publicado em 2020 pela editora Diário Oficial de Sergipe-Edise. A autora, Ane Luíse Silva Mecenas Santos, cursou licenciatura em História pela Universidade Federal de Sergipe (2005), é especialista em Ciências da Religião e possui bacharelado em História (2010), mestrado em História pelo Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal da Paraíba…

Marc Bloch fala de Teoria – Resenha de “Que pedir aos historiadores?”, de Marc Bloch


Que pedir aos historiadores? é um livro que reúne onze textos de Marc Bloch (1886-1944), organizados por Julio Bentivoglio e Josemar Machado de Oliveira e publicado pela Editora Milfontes (2019). Não é mais uma coletânea de discursos propedêuticos. É, simplesmente, a coletânea do teórico da História mais citado no Brasil. Ela chega quando a História (domínio científico e componente curricular) está sob forte ataque de grupos civis e militares, nos…

Refletindo sobre formação docente – Resenha de “A aprendizagem histórica e os professores de história (Ciências Sociais)”, de Marcos Roberto Barbosa || Aprendizagem histórica: espaços, suportes e experiências | José Vieira da Cruz e Fábio Alves dos Santos


Em boa hora, foram lançadas duas obras que discutem aprendizagem histórica. A primeira,  A aprendizagem histórica e os professores de história, foi escrita por Marcos Roberto Barbosa (2017), como fruto da sua pesquisa A Cognição histórica situada: orientações curriculares e metodologias de professores de História da Educação Básica, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Stricto Sensu da Universidade Tuiuti do Paraná, em 2012, em Curitiba, Paraná; a segunda, Aprendizagem…

Novos conteúdos: será este o caminho? – Resenha de “A História ‘encastelada’ e o ensino ‘encurralado’: escritos sobre História, ensino e formação docente”, de Eri Cavalcanti


O livro intitulado A História “encastelada” e o ensino “encurralado”: escritos sobre História, ensino e formação docente, de autoria de Eri Cavalcanti, publicado pela Editora CRV, tem 168 páginas, incluindo referências bibliográficas e índice remissivo. O texto é fruto das atividades de pesquisa e ensino do autor na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) e sistematiza parte da sua experiência como autor de livro didático de História…

Sobre as jornadas de 2013 – Resenha de “As Manifestações de junho de 2013 em Alagoas/’ de Sara Angélica Bezerra Gomes


O lançamento de um livro é sempre um presente histórico que externa inúmeros significados, dentre eles o avanço do conhecimento sobre a realidade conhecida. Imerso neste horizonte de expectativas – a publicação do livro As Manifestações de junho de 2013 em Alagoas, de autoria da sertaneja Sara Angélica Bezerra Gomes traz a lume uma teia de significados sobre a densa, complexa e singular realidade política, social e educacional do país…

Foco e escopo

Publicamos resenhas de livros e de dossiês de artigos de revistas acadêmicas que tratem da reflexão, investigação, comunicação e/ou consumo da escrita da História. Saiba mais sobre o único periódico de História inteiramente dedicado à Crítica em formato resenha.

Corpo Editorial

Somos professore(a)s do ensino superior brasileiro, especializado(a)s em mais de duas dezenas de áreas relacionadas à reflexão, produção e usos da História. Faça parte dessa equipe.

Submissões

As resenhas devem expressar avaliações de livros ou de dossiês de revistas acadêmicas autodesignadas como "de História". Conheça as normas e envie-nos o seu texto.

Submissões

Alertas

Ao se inscrever nesta lista de e-mails, você estará sujeito à nossa política de privacidade.

Acesso livre

Crítica Historiográfica não cobra taxas para submissão, publicação ou uso dos artigos. Os leitores podem baixar, copiar, distribuir, imprimir os textos para fins não comerciais, desde que citem a fonte.

Privacidade

Ao se inscrever nesta lista de e-mails, você estará sujeito à nossa política de privacidade.

Arquivos

Todos os sumários

Todas as resenhas

A historicidade das ciências – Resenha de “Historiografia da Ciência na América do Sul: recepção, reflexão e produção (Argentina, Brasil e Uruguai)”, dossiê organizado por Mauro Condé


Resenhado por  Itamar Freitas (UFS)| 02 maio 2022. No Brasil, circulam, aproximadamente, 190 revistas autodesignadas (em seu foco e escopo) “de História” (Resenha Crítica, 2021). Um quinto desses periódicos explora questões e objetos escanteados pelos historiadores por formação inicial (graduados em História), como Direito, Educação, Ensino, Enfermagem, Esporte, Matemática e Medicina. Não é tanto por má vontade ou pré-conceito, como eu julgava há uma década, e sim pelo fato de…

O que pode a Epistemologia Histórica? Resenha de “L’épistémologie historique: Histoire et méthodes”, organizado por Jean-François Braunstein, Iván Moya Diez e Matteo Vagelli


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UnB) | 01 maio 2022. L’épistémologie historique. Histoire et méthodes (Paris: Éditions de la Sorbonne, 2019), organizado por Jean-François Braunstein e seus ex-alunos Iván Moya Diez e Matteo Vagelli, reúne algumas das comunicações apresentadas nas edições de 2015 e 2016 das Journées d’épistémologie historique. Mais ou menos no mesmo período, meu colega Marcos Camolezi e eu fizemos e publicamos, no segundo número da revista Intelligere,…

O sentido das narrativas – Resenha de “Conceitos elementares da Guerra Fria nos livros didáticos”, de Leonardo de Carvalho Augusto


Resenhado por Jandson Bernardo Soares (UFRN) | 30 abril 2022. Intitulada Conceitos elementares da Guerra Fria nos livros didáticos, a obra é resultado de um curso de especialização em Saberes e Práticas na Educação Básica, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CESBEP/UFRJ), em 2018, na qual são condensados questionamentos que emergiram das experiências de Leonardo de Carvalho Augusto, a partir de seu trabalho na educação básica como professor de…

O digital no ensino – Resenha de “Ensino de História e Historiografia escolar digital”, de Marcella Albaine Farias da Costa


Resenhado por Viviane Andrade Passos (SEMED-NSG/UFS), Johnny Gomes (SEED-AL/UFS), Elemi Santos (SEED-BA/UFS), Douglas Silva (SEED-SE/UFS) | 29 abril 2022. Ensino de História e Historiografia escolar digital, de Marcella Albaine Farias da Costa, como explicitado no título, discute a relação entre os fenômenos da Historiografia escolar digital e a prática do Ensino de História em escolas da educação básica. Construído em quatro capítulos (além da introdução e da conclusão), o livro…

O método resolve tudo? – Resenha de “Elementos de Didática da História”, de Alfredo Braga Furtado


Resenhado por Anita Lucchesi (UL/RBHP) | 28 abril 2022. Elementos de Didática da História, como o próprio título sugere, foi escrito por Alfredo Braga Furtado para subsidiar o trabalho docente dos estudantes de bacharelado e licenciatura em História e auxiliar na formação continuada dos profissionais da área. (p.47). Faz parte de uma extensa coleção do próprio Furtado, que abrange manuais do mesmo gênero (e com igual título) para diversas áreas,…

A história cultural de grandes pensadores – Resenha de “O Polímata: Uma história cultural – De Leonardo da Vinci a Susan Sontag”, de Peter Burke


Resenhado por José Douglas Alves dos Santos (NICA/UFSC) | 27 abril 2022. O polímata: uma história cultural de Leonardo da Vinci a Susan Sontag foi publicado, simultaneamente, no ano de 2020, em língua inglesa pela Yale University Press e em língua portuguesa pela Editora Unesp. Mais recente livro do historiador inglês Peter Burke – professor da Universidade de Cambridge e considerado um dos intelectuais mais conceituados a respeito da Idade…

Título dissimulado – Resenha de “Uma brevíssima história da UFS”, de Itamar Freitas


Resenhado por Anita Lucchesi (UL/RBHP) | 26 abril 2022. Como afirmo acima, o título é dissimulado, mas não enganador. Uma brevíssima história da UFS não faz o percurso clássico da fundação da Universidade Federal de Sergipe, nos idos de 1968, aos dias atuais, empregando narrativa curta ou suporte de poucas folhas. O breve tem a ver com o recorte temporal. É uma história de dois dias de experiência da instituição. Os dias…

História, Memória e Fotografia – Resenha de “Lentes, memórias e histórias: os fotógrafos Lambe-Lambes em Aracaju (1950-1990)”, de Cândida Oliveira


Resenhado por Antônio Fernando de Araújo Sá (UFS) | 25 abril 2022. Lentes, memórias e histórias: os fotógrafos Lambe-Lambes em Aracaju (1950-1990) é o livro de Cândida Oliveira, jornalista e mestre em História, lançado no final do ano passado. O livro é produto de dissertação defendida no Programa de Pós-Graduação em História, da Universidade Federal de Sergipe, em 2020, sob a orientação do professor Claudefranklin Monteiro Santos, e sob o…

Para um ensino cidadão – Resenha de “Guia de fósseis da Bacia do Araripe”, de Antônio Álamo F. Saraiva, Flaviana J. de Lima, Olga A. Barros e Renan A. M. Bantin


Resenhado por Jane Semeão (URCA) e Itamar Freitas (UFS)| 02 março 2022 Antônio Álamo Feitosa Saraiva | Foto: Acervo pessoal Foi lançado em novembro último o Guia de fósseis da Bacia do Araripe, um trabalho de fôlego que reúne pesquisas publicadas nos últimos 10 anos sobre a matéria, organizado  pelos professores Antônio Álamo Feitosa Saraiva, Olga Alcântara Barros, Renan Alfredo Machado Bantin, atuantes na Universidade Regional do Cariri – URCA, e…

Formação básica para a Paleontologia e o Ensino Médio – Resenha de “Guia de fósseis da Bacia do Araripe”, de Antônio Álamo F. Saraiva, Flaviana Jorge de Lima, Olga A. Barros e Renan A. M. Bantim


Resenhado por Francisco Egberto de Melo (URCA) | 02 março 2022 O livro Guia de fósseis da Bacia do Araripe, organizado por Antônio Álamo Feitosa Saraiva, Flaviana Jorge de Lima, Olga Alcântara Barros e Renan Alfredo Machado Bantim, além de trazer a descrição dos vários tipos de fósseis do Período Cretáceo, como: plantas, fungos, moluscos, crustáceos, pterossauros, dinossauros e lagartos, é uma excelente referência a ser usada por professores da…

Quebrando tabus – Resenha de “Maconha: os diversos aspectos, da história ao uso”, de Luciana Saddi e Maria de Lurdes de Souza Zemel


Resenhado por Jandson Bernardo Soares (UFRN) | 01 março 2022 A obra “Maconha: os diversos aspectos, da história ao uso” (2021) é uma coletânea composta por 14 textos de divulgação científica, organizados por Luciana Saddi e Maria de Lourdes S. Zemel, ambas psicólogas com experiência no estudo da relação entre família e abuso de drogas, dentre elas, o alcoolismo. Diferente de seu predecessor (Fumo Negro: a criminalização da maconha no…

Introdução ao estudo e à prática autobiográfica – Resenhas de “Écrire ses memóires: astuces et conseils pour transformer ses souvenirs en un livre”, de Marie -Gaëlle Le Perff, e “Aspectos teóricos de la autobiografia”, de Edgar Velásquez Rivera


Resenhado por Itamar Freitas (UFS) | 28 fevereiro 2022 Dois manuais recentes sobre a elaboração de autobiografias foram lançados em línguas francesa e espanhola com abordagens e destinatários diferenciados. Não apresentam inovações  na área, mas vale a pena submetê-los à crítica como indicador da bibliografia circulante para o interessado na temática. Eles são: Écrire ses memóires: astuces et conseils pour transformer ses souvenirs en un livre, de Marie-Gaëlle Le Perff,…

Narrativa Histórica e Demandas Sociais – Resenha de “A Cidade em Chamas: O Serviço de Extinção de Incêndios em Natal/RN (1917-1955), de Flademir Gonçalves Dantas


Resenhado por João Maurício Gomes Neto (UNIR) 28 fevereiro 2022 A Cidade em Chamas: O Serviço de Extinção de Incêndios em Natal/RN (1917-1955), doravante A Cidade em Chamas, foi escrita por Flademir Gonçalves Dantas, que possui duas graduações (História e Direito), especialização em Direito Público e mestrado em História, todas estas formações pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Trata-se do primeiro volume de uma trilogia que contará a…

Contexto, conteúdo e diálogos transversais – Resenha do dossiê “Ensino de História, livro didático e formação docente”, organizado por Erinaldo Vicente Cavalcanti e Helenice Aparecida Rocha


Resenhado por Rafael Fiedoruk Quinzani (UFRN) | 27 fevereiro 2022 O dossiê “Ensino de História, livro didático e formação docente” foi lançado pela Revista Escritas do Tempo (n. 2, v. 5, 2020)  sob a organização de Erinaldo Vicente Cavalcanti e Helenice Aparecida Rocha. Aqui, refletimos sobre a contribuição desse conjunto de textos para as análises sobre a contextualização, o conteúdo e os diálogos transversais possíveis do livro didático de História….

Buscando memórias – Resenha de “Entre a Itália e o Brasil Meridional: História Oral e narrativas de imigrantes”, de Antonio de Ruggiero e Leonardo de Oliveira Conedera


Resenhado por Maria Luiza Pérola Dantas Barros (UFRJ) | 26 fevereiro 2022 Entre a Itália e o Brasil Meridional: História Oral e narrativas de imigrantes, organizado por Antonio de Ruggiero e Leonardo de Oliveira Conedera, apresenta estudos de caso de pesquisadores brasileiros sobre a temática da História da Imigração Italiana a partir de fontes orais que, ao possibilitarem uma variação de escalas entre a história individual e a grande história,…

Descolonizando a bibliografia – Resenha de “Ensino de História: fundamentos e métodos”, de Circe Maria Fernandes Bittencourt


English version available Ensino de História: fundamentos e métodos, escrito por Circe Bittencourt, é um livro que trata da atividade docente no Ensino Fundamental sob os pontos de vista histórico, epistemológico e metodológico (História e Pedagogia). Sua quinta edição foi lançada em 2018 e conserva o mesmo objetivo de 2004: subsidiar a formação inicial e continuada dos professores da escolarização básica e dos docentes do ensino superior, formadores dos futuros…

Sobre concepções e empregos da História e da Filosofia das Ciências – resenha de “Cómo hacer cosas con Foucault. Instrucciones de uso” e “Canguilhem. Vitalismo y Ciencias Humanas”, de Francisco Vázquez García


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 30 dez 2021 Após a publicação, em 1987, do livro Estudios de historia de las ideas. Vol. 1, Locke, Hume e Canguilhem, escrito em coautoria com Ángel Manuel Lorenzo e José, L. Tasset, Georges Canguilhem (1904 – 1995) enviou a seguinte mensagem ao historiador espanhol Francisco Vázquez García: “Sua análise dos meus estudos de epistemologia me diz que você me leu com atenção…

Pequeno no formato, grande nas potencialidades – Resenha de “Hoje mando um abraço para ti, pequenina”, de André Cabral Honor


O livro intitulado  Hoje mando um abraço para ti, pequenina, de autoria de André Cabral Honor, foi publicado pela Editora Escaleras, em 2020, tem 155 páginas, possui  dimensões diferenciadas dos livros físicos padrão (12,25 x 19 cm) e foi impresso em papel Pólen Bold 90g/m2. Se incluo essas informações é para dizer que a experiência de manusear este livro é singular. Ele é inteligente e dá prazer em folhear. Ponto…

Por uma Antropologia Histórica – Resenha de “Os caminhos da pesquisa antropológica: Homenagem a Beatriz Góis Dantas”, de Eufrázia Menezes e Sílvia Góis Dantas


Os caminhos da pesquisa antropológica: homenagem a Beatriz Góis Dantas, foi lançado há dois meses, em clima fraternal, em live no Youtube (Link). Presentes ao ato, além de Beatriz Dantas, estavam as organizadoras da obra Sílvia Dantas e Eufrázia Cristina Menezes, respectivamente, filha e ex-aluna da antropóloga e historiadora Beatriz Góis Dantas. A própria homenageada, na ocasião, traçou uma “cartografia afetiva e intelectual” da inserção de vários antropólogos e historiadores…

Tecnologias digitais no ensino de História – Resenha de “Museus virtuais e jogos digitais: novas linguagens para o estudo da história”, de Lynn Rosalina Gama Alves, Alfredo Matta e Helyon Telles


A obra Museus virtuais e Jogos digitais – Novas linguagens para o estudo da História, de Lynn Alves, Helyon Viana Telles e Alfredo Matta, é um livro sobre recursos digitais para o ensino de História na educação básica com foco na temática da gamificação e dos museus virtuais. O livro é divido em duas partes. A primeira tem sete capítulos e maior incidência de tema nos games. A segunda parte…

Alfabetização histórica – Resenha de “Letramento histórico-digital: Ensino de História e Tecnologias Digitais”, de Danilo Alves da Silva


A obra Letramento Histórico-digital: ensino de História e tecnologias digitais, é fruto da dissertação de mestrado de Danilo Alves da Silva, a partir das reflexões junto ao Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Ensino de História, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A publicação pretende conceituar o letramento histórico-digital, no intuito de sistematizar uma coligação entre o Ensino de História e a cultura digital. O livro está…

À margem da lei – Resenha de “’Fumo de Negro’: a criminalização da maconha no pós-abolição”, de Luísa Saad


Resultado de dissertação de mestrado defendida em 2013 por Luiza Saad, no programa de pós-graduação em História Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o livro “Fumo de Negro”: a criminalização da maconha no pós-abolição, publicado em 2019, investigou como se estabeleceu o discurso de criminalização da maconha que fundamentou a primeira lei de proibição dessa planta, em 1932, mas, que passou a inundar o imaginário social e constituir um…

Identidades em questão – Resenha de “Sobre o relativismo pós-moderno e a fantasia fascista da esquerda identitária”, de Antonio Risério


Sobre o relativismo pós-moderno e a fantasia fascista da esquerda identitária não se encaixa nos cânones acadêmicos, mas expressa a existência de uma polêmica direcionada à academia, nos espaços de opiniões homogêneas, onde impera o consenso, no caso, os debates acadêmicos do campo educacional e nas ciências sociais. O autor Antonio Risério (1953-) é um conhecido polemista que, tendo sido militante estudantil, preso pela ditadura, trabalhado na campanha e nos…

Definindo História Pública – resenha de “Public History and School: International Perspectives”, de Marko Demantowsky


Em Public History and Scholl Marko Demantowsky discute a relação entre o campo acadêmico (História Pública) e a instituição socializadora (Escola) a partir de uma premissa conhecida de todos nós: a escola pública foi criada no século XVIII para servir à construção da identidade nacional, e as disciplinas literatura, religião e história são os veículos desse ensinamento, ou seja, são responsáveis pelo cultivo de certa “autocompreensão nacional” (p.vi). Demantowsky é…

A fabricação do projeto acadêmico – Resenha de “Práticas de pesquisa em história”, de Tania Regina de Luca


Tania Regina de Luca, professora do Departamento de História da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita, é conhecida historiadora da imprensa nacional e estrangeira. No livro Práticas de pesquisa em história (2020), parte da sua experiência de pesquisadora é compartilhada, “especialmente”, com “estudantes de graduação”. Trata-se de um clássico livro propedêutico de investigação histórica e de metodologia científica. O texto é estruturado em seis capítulos que exploram o fazer do…

Aprender com jogos – Resenha de “Educação Histórica & videogames”, de Helyom Viana Telles


  Existe uma certeza aplicável à educação atual: a necessidade da inserção do mundo digital na educação básica. Essa assertiva aplicada ao Ensino de História permite a utilização dos meios digitais enquanto ferramentas destinadas ao processo de ensino-aprendizagem e, sobretudo, enquanto evidências históricas de um tempo presente experienciadas pelo corpo discente e, por que não, por parte do corpo docente. Buscando realizar essa conjunção, Helyom Viana Telles apresenta “Educação Histórica…

Práticas de ensino de História – Resenha de “Estágio em História na Quarentena”, de João L. S. Souza, Juliana A. Andrade, Mário E. O. Ramos e Sofia R. C. Vilela


O livro eletrônico intitulado Estágio em História na quarentena foi organizado por João Lucas dos Santos Souza, Juliana Alves de Andrade, Mário Emmanuel de Oliveira Ramos e Sofia Roberta da Costa Vilela, publicado pela Editora Universitária da Universidade Federal Rural de Pernambuco, neste ano de 2021. O texto é fruto das atividades e reflexões da disciplina Estágio Supervisionado para formação de licenciandos na mesma instituição. Conta ainda com a participação…

Histórias do ensino Superior – Resenha de “Da autonomia à resistência democrática: movimento estudantil, ensino superior e a sociedade em Sergipe, 1950-1985”, de José Vieira da Cruz


  Acaba de ser publicada a segunda edição (revista e ampliada) do livro de José Vieira da Cruz, Da Autonomia à Resistência Democrática: Movimento Estudantil, Ensino Superior e a Sociedade em Sergipe (1950-1985). O texto incide sobre o tema da cultura académica, que não está suficientemente estudado e para o qual este livro é um contributo fundamental. É justamente na década de 1950 que tem início o estudo criterioso e…

A emergência da História Agrária – Resenha de Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920) | Francisco Carlos Teixeira da Silva


A publicação Formação social da miséria no sertão do São Francisco (1820-1920), do professor Francisco Carlos Teixeira da Silva (UFRJ) é uma notícia alvissareira para os estudiosos da historiografia sergipana. Chico Carlos, como é carinhosamente conhecido, produziu o texto como dissertação de mestrado, há mais de quatro décadas, sob orientação de Maria Yedda Linhares. Hoje, Chico Carlos é lembrado pelos estudos sobre História Contemporânea e História do Tempo Presente e…

Temporalidades em questão – Resenha de “Heterocronias: Estudos sobre a multiplicidade dos tempos históricos”, de Marlon Salomon


Resenhado por Tiago Santos Almeida (UFG) | 02 set. 2021 “O tempo”. Desnecessário afirmar a centralidade do tema entre os historiadores. Na última década, a literatura historiográfica nacional empregou o vocábulo em títulos e subtítulos das mais diferentes formas. Por aqui, o problema da multiplicidade temporal tem sido amplamente discutido entre os historiadores, por exemplo, por meio das experiências do tempo e das emoções históricas. O sentimento de aceleração e…

Ludicidade no Ensino de História – Resenha de “O uso dos jogos de tabuleiro e do e-portfólio do corpo brincante no processo educativo” e “Cadernos didáticos: o uso de jogos no processo educativo”, de Márcia Ambrósio e Eduardo Mognon Ferreira


A obra O uso dos jogos de tabuleiro e do e-portfólio do corpo brincante no processo educativo, escrita por Maria Ambrósio e Eduardo Mognon Ferreira, foi lançada em 2020 acompanhada de um segundo volume nomeado Cadernos didáticos: o uso de jogos no processo educativo, editados ambos pela mesma editora de Curitiba/PR, a CRV. As obras estão disponíveis em formato digital no site https://eportfoliobrincante.netlify.app/ebook. A coautora Márcia Ambrósio é doutora em…

Estudos sobre a colonização – Resenha de “O trato da perpétua tormenta: a conversão Kiriri nos sertões de dentro na América portuguesa”, de Ane Luíse Silva Mecenas Santos


O livro O trato da perpétua tormenta: a conversão Kiriri nos sertões de dentro na América portuguesa foi publicado em 2020 pela editora Diário Oficial de Sergipe-Edise. A autora, Ane Luíse Silva Mecenas Santos, cursou licenciatura em História pela Universidade Federal de Sergipe (2005), é especialista em Ciências da Religião e possui bacharelado em História (2010), mestrado em História pelo Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal da Paraíba…

Marc Bloch fala de Teoria – Resenha de “Que pedir aos historiadores?”, de Marc Bloch


Que pedir aos historiadores? é um livro que reúne onze textos de Marc Bloch (1886-1944), organizados por Julio Bentivoglio e Josemar Machado de Oliveira e publicado pela Editora Milfontes (2019). Não é mais uma coletânea de discursos propedêuticos. É, simplesmente, a coletânea do teórico da História mais citado no Brasil. Ela chega quando a História (domínio científico e componente curricular) está sob forte ataque de grupos civis e militares, nos…

Refletindo sobre formação docente – Resenha de “A aprendizagem histórica e os professores de história (Ciências Sociais)”, de Marcos Roberto Barbosa || Aprendizagem histórica: espaços, suportes e experiências | José Vieira da Cruz e Fábio Alves dos Santos


Em boa hora, foram lançadas duas obras que discutem aprendizagem histórica. A primeira,  A aprendizagem histórica e os professores de história, foi escrita por Marcos Roberto Barbosa (2017), como fruto da sua pesquisa A Cognição histórica situada: orientações curriculares e metodologias de professores de História da Educação Básica, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Stricto Sensu da Universidade Tuiuti do Paraná, em 2012, em Curitiba, Paraná; a segunda, Aprendizagem…

Novos conteúdos: será este o caminho? – Resenha de “A História ‘encastelada’ e o ensino ‘encurralado’: escritos sobre História, ensino e formação docente”, de Eri Cavalcanti


O livro intitulado A História “encastelada” e o ensino “encurralado”: escritos sobre História, ensino e formação docente, de autoria de Eri Cavalcanti, publicado pela Editora CRV, tem 168 páginas, incluindo referências bibliográficas e índice remissivo. O texto é fruto das atividades de pesquisa e ensino do autor na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) e sistematiza parte da sua experiência como autor de livro didático de História…

Sobre as jornadas de 2013 – Resenha de “As Manifestações de junho de 2013 em Alagoas/’ de Sara Angélica Bezerra Gomes


O lançamento de um livro é sempre um presente histórico que externa inúmeros significados, dentre eles o avanço do conhecimento sobre a realidade conhecida. Imerso neste horizonte de expectativas – a publicação do livro As Manifestações de junho de 2013 em Alagoas, de autoria da sertaneja Sara Angélica Bezerra Gomes traz a lume uma teia de significados sobre a densa, complexa e singular realidade política, social e educacional do país…

Resenhistas

Foco e Escopo

Publicamos resenhas de livros e de dossiês de artigos de revistas acadêmicas que tratem da reflexão, investigação, comunicação e/ou consumo da escrita da História. Saiba mais sobre o único periódico de História inteiramente dedicado à Crítica em formato resenha.

Corpo Editorial

Somos professore(a)s do ensino superior brasileiro, especializado(a)s em mais de duas dezenas de áreas relacionadas à reflexão, produção e usos da História. Faça parte dessa equipe.

Submissões

As resenhas devem expressar avaliações de livros ou de dossiês de revistas acadêmicas autodesignadas como "de História". Conheça as normas e envie-nos o seu texto.

Pesquisa

Alertas

Ao se inscrever nesta lista de e-mails, você estará sujeito à nossa política de privacidade.

Acesso livre

Crítica Historiográfica não cobra taxas para submissão, publicação ou uso dos artigos. Os leitores podem baixar, copiar, distribuir, imprimir os textos para fins não comerciais, desde que citem a fonte.

Privacidade

Ao se inscrever nesta lista de e-mails, você estará sujeito à nossa política de privacidade.